Ministério da Cultura

Estréia: 5 de maio de 2005 – Wolfsburg/Alemanha

Bailarinos amarrados com cordas, corpos que se aprisionam e se libertam, movimentos inspirados em um cavalo, dançarinos entrelaçados, uma mulher presa pelos cabelos. Em seu sétimo espetáculo, “Nó”, a coreográfa Deborah Colker transforma em dança um tema demasiado humano: o desejo.

Nó fez sua estreia mundial no dia 5 de maio de 2005 no Festival de Wolfsburg, na Alemanha, chegando em seguida ao Brasil onde estreou no dia 3 de junho de 2005 temporada popular de três meses no Teatro João Caetano, no Rio de Janeiro. De lá, partiu para turnê por várias capitais brasileiras e vinte e três apresentações no Reino Unido entre abril e junho de 2006.

No primeiro ato, os bailarinos se movimentam em meio a um emaranhado de 120 cordas. Cordas que dão nós e que simbolizam os laços afetivos que nos amarram. Cordas que servem para aprisionar, para puxar, para ligar, para libertar.

No segundo ato, saem as cordas e o palco é ocupado por uma caixa transparente de 3,1 x 2,5 metros, uma criação do cenógrafo Gringo Cardia.

Neste aquário gigante, feito de alumínio e policarbonato , os bailarinos se enlaçam, se atraem e opõem, se atam e se desatam. É uma metáfora do desejo, daquilo que se ambiciona, mas não se pode realizar. Os bailarinos equilibram técnica clássica e contemporânea em movimentos delicados e brutais.

 

 

 

1. Bondage: Monoaural

2. Vocais : Monoaural

3. Wisdom Eye : Alice Coltrane

4. Elásticos : Monoaural Teclado – Hiromi (músico convidado) com sample de They Trew (Liars)

5. Novi Singers Remix : Novi Singers / Monoaural com samples de Five, Four, Three e Next
Please (Novi Singers)
6. Trace : Harmonia 76

7. ter : Monoaural
Vibrafone – Guga Stroeter (músico convidado)

8. Concerto para Piano & Orchestra em G Maior
2, Adagio (Ravel) : Argerich / Abbado – London Symphony

2º ATO

9. My One and Only Love : Chet Baker

10. Pad : Bobby Summers

11. Coisa Nº 1 : Moacir Santos

12. Coisa Nº 4 (Remix) : Moacir Santos /
Monoaural
13. Love Theme from Spartacus : Garbo Szabor
14. Amorfo Remix : Monoaural
com samples de Sadness (Ornette Coleman Trio) Yucatan (Sun Ra) Los Caballos (Alice Coltrane) e ?Black Is The Colour Of My True Love’s Hair (Patty Waters)
15. Elegant : Henry Mancini And His Orchestra

16. Preciso Aprender A Ser S (Remix) : Elizeth Cardoso / Monoaural

FICHA TÉCNICA

DIREÇÃO DE ARTE E CENOGRAFIA
Gringo Cardia

DIREÇÃO MUSICAL
Berna Ceppas

TRILHA ORIGINAL
Berna Ceppas e Kassin

ILUMINAÇÃO
Jorginho de Carvalho

FIGURINOS
Alexandre Herchcovitch

CO-DIREÇÃO e FOTOGRAFIA
Flavio Colker

VÍDEO
Paulo Severo

DESIGN GRÁFICO
Gringo Cardia e Leonardo Eyer

CABELO E MAQUIAGEM
Celso Kamura e Wesley de Faria

ASSESSORIA DE IMPRENSA
Vanessa Cardoso, Daniella Cavalcanti

ASSISTENTE DE COREOGRAFIA
Jacqueline Motta

ENSAIADORA
Karina Mendes

ASSISTENTE DE ILUMINA??O
César Ramires

CENOGRAFOS ASSISTENTES
Bernard Heimburger e Renata Pittigliane

DESIGNER GRÁFICO ASSISTENTE
Adriano Motta

COMPUTAÇÃO GRÁFICA P/CENOGRAFIA
Bruno Warchavski e Diogo Magalhães

FISIOTERAPEUTAS
José Roberto Prado Jr e Tânia Aquino

PROFESSORES DE BALLET CL?SSICO
Fauzi Mansur, Manoel Francisco, Jacy França, Nora Esteves

PROFESSORES DE DANÇA CONTEMPORÂNEA
Deborah Colker, Paula Águas, Ana Vitória, Maria Alice, Marise Reis, João Saldanha, Thiago Granato

PROFESSOR DE FILOSOFIA
Fernando Muniz

INSTRUTOR DE NÓS E AMARRAS
José Furtado

INSTRUTOR TÉCNICO
Geraldim Miranda

DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA
José Guerra

PRODUÇÃO
Cláudia Lima

MONTAGEM
João Paulo de Carvalho

LIMPEZA
Maria Serafim dos Santos, Humberto Alves Pio

SERVIÇOS GERAIS
Wagner Luis Moura do Nascimento

MANUTENÇÃO
Isaías Lago Bastos

TRADUTORA
Betina Dengler

ARQUIVISTA
Patrícia dos Santos

AUXILIAR DE ESCRITÓRIO
Alex Porto

SECRET?RIA
Norma Lúcia Andrade Melo

SECRETÁRIA DE PRODU??O
Barbara Butland

JURÍDICO
Nelson Kestenberg Advogados Associados

FINANCEIRO
Miriam Furtado

PRODUÇÃO TRANSPORTE
Aurélio Basílio Aranha

MAQUINÁRIA
Berg Indústria Mecânica

CENOTÉCNICO
Baptista de Souza

CAMAREIRO
José Alexandre

MAQUINISTAS
Gilmar Rodrigues, Jorge Kugler e José dos Santos Andrade

ASSISTENTE DE PALCO
Mariana Pinto

DIRETOR TÉCNICO E OPERADOR DE LUZ
Eduardo Rangel

AGENTE INTERNACIONAL
Ioná Zalcberg

PRODUÇÃO – Gledson Teixeira

DIRETOR EXECUTIVO
João Elias

CRIAÇÃO, DIRÇÃO E COREOGRAFIA
Deborah Colker

BAILARINOS:
Alex Neoral
Ana Paula Marques
Camila Ribeiro
Deborah Colker
Daniel Calvet
Danielle Rodrigues
Jefferson Antônio
Clébio Oliveira
Luiza Continentino
Marisa Travassos
Olívia Secchin
Rafael Gomes
Renata Versiani
Rico Ozon
Rodrigo Werneck
Vadim Hermanovich

ESTE ESPETÁCULO É DEDICADO ETERNAMENTE AOS MEUS FILHOS CLARA E MIGUEL COLKER.

Realização JE Produções
Rua Bejamin Constant, 30 ? Gl?ria
Rio de Janeiro – RJ
www.ciadeborahcolker.com.br
je@ciadeborahcolker.com.br

A COMPANHIA DE DANÇA DEBORAH COLKER TEM PATROCÍNIO EXCLUSIVO DA PETROBRAS DISTRIBUIDORA