JOGOS OLÍMPICOS - RIO 2016

2016

Uma das maiores honras, ser Diretora de Movimento das Olimpíadas do Rio 2016 mostrando um espetáculo visual representativo da energia do povo brasileiro. Espetáculo este que também incluía elementos icônicos de trabalhos dela como coreógrafa.

OVO - CIRQUE DU SOLEIL

2009

OVO é um espetáculo do Cirque du Soleil dirigido pela Deborah Colker em 2009. OVO se passa em um ecossistema colorido cheio de vida em que insetos trabalham, comem, brincam, brigam, procuram o amor, até que um ovo misterioso aparece em seu meio. Eles ficam amendrontados e curiosos quanto ao objeto que representa o enigma e os ciclos de suas vidas. Em cena, mais de 53 bailarinos interpretam os insetos desse espetáculo, reinventando danças, mímicas e acrobacias do próprio circo. A cenografia, criada pelo Gringo Cardia, é inspirada na biodiversidade dos insetos. A trilha sonora é do Berna Ceppas e explora sonoridades da própria música brasileira. O espetáculo já teve mais de 2.000 apresentações para mais de três milhões de pessoas. 

MARACANÃ

2006

O espetáculo de dança "Maracană" foi coreografado por Deborah Colker especialmente para o programa cultural oficial da Copa 2006. O espetáculo foi uma idéia de um centro cultural Kampnagel Kultur Fabrik de Hamburgo, na Alemanha, que inscreveu o projeto na FIFA, com o nome da coreógrafa na ficha técnica. Dezesseis dançarinos do Brasil e da Alemanha representam movimentos típicos de jogadores de futebol em açăo, como num jogo entre duas equipes. 

NÓ - Ballet de l'Opera Nacional du Rhin

2014

Em 2014 a companhia francesa Ballet de l'Opera Nacional du Rhin convidou Deborah para remontar o espetáculo Nó. Neste, que é o sétimo espetáculo da Cia, Deborah trouxe para a cena um tema demasiado humano: o desejo. O espetáculo, que estreou mundialmente na Alemanha em 2005 no Tanzfestival Movimentos, em Wolfsburg, traz os elementos que tornaram a companhia um fenômeno de comunicação com o público – o virtuosismo coreográfico, a precisão e o vigor dos bailarinos, a exploração e a ocupação de novos espaços cênicos. A companhia francesa se dedicou durante meses de ensaio para aprender as técnicas e o estilo coreográfico da Deborah. Bailarinos amarrados com cordas, corpos que se aprisionam e se libertam, movimentos inspirados em um cavalo, dançarinos entrelaçados, uma mulher presa pelos cabelos. Nó foi apresentado em novembro, no Teatro La Filature, em Mulhouse, na França.

Please reload

CONTATO
/ CONTACT US
WEB Opus NÓ_Natal-11.png